22/10/09

Entre mãe e filha

5

Resolvi falar sobre a série ‘Gilmore Girls’ hoje porque ando pensando muito nela ultimamente. É uma das minhas séries favoritas, sempre gostei de ver mãe e filha se dando tão bem quanto duas amigas, fazendo tudo juntas, uma contando com a outra.

1 Gostaria muito de ter com a minha mãe essa amizade que existe entre Lorelai e Rory. Gostaria de poder deitar no colo dela e contar minhas alegrias e frustrações sem sofrer represálias, mas ter o apoio de alguém que torce por mim e pela minha felicidade ou poder ouvir conselhos amorosos de alguém que tem experiências.

3 Contar segredos, trocar confidências, pintar as unhas uma da outra, assistir um filme juntinhas comendo pipoca, chorar no ombro ou morrer de rir de alguma bobagem qualquer.

2 Pretendo ter filhos, penso em um menino e uma menina, peço a Deus que me conceda essa graça, e para eles quero ser mãe e amiga.

11 É quase uma regra para quem planeja ter filhos consertar os ‘erros’ cometidos pelos pais, pensamos sempre assim: ‘quando eu tiver meus filhos eu não vou ser assim ou não vou fazer desse jeito’. Faz parte da vida pensar sempre em melhorar e evoluir conceitos e valores, pelo menos é o que tentamos. Mas mãe é mãe, e cada mulher é mãe do seu jeitinho, e é claro, a mãe às vezes parece querer o mal para o filho, mas na verdade ela faz tudo pelo seu bem e agradeço a Deus pela minha mãe apesar de não termos o relacionamento que eu queria que tivéssemos.

4 Na série Gilmore Girls, Lorelai e Rory são mãe e filha, e tem uma relação de completa amizade, onde uma conta tudo para a outra. Na cidade de Halow Star, Connecticut, com áreas verdes e floridas, casas com cercas brancas e personagens particulares, se desenvolve essa apaixonante, divertida e muito sensível história da vida de Lorelai e Rory Gilmore. Como boa mãe independente, Lorelai organizou sua vida de maneira de que Rory fosse seu norte, transformando-se em sua melhor amiga e confidente. 10 Uma sorte que a mesma Lorelai não teve durante sua infância, pois sua mãe, Emily Gilmore, como bom exemplo de uma dama da alta sociedade não compartilhava da maioria dos interesses da jovem Lorelai. Emily é o que chamamos hoje de mãe ‘tradicional’, com valores antigos e um tanto rigorosos e às vezes até intolerantes. Mas família é família e os Gilmore sabem que, apesar das diferenças, estão sempre juntos para superar as dificuldades, amadurecendo e seguindo em frente.12

6 comentários:

Jaque Bresolin disse...

Oi querida!
Minha filha de 14 é louca por essa série e comprou todinhaaa...já acabou de assistir e tá na espera da próxima temporada...7ª??
Eu nunca assisti, mas depois deste post me animei...obrigada...
beijinhos e bom final de semana que se aproxima!!
Jaque

disse...

Oi minha linda!!!! Desculpe a demora, tava fazendo uns bloguinhos por aí...
Então... é esse é o sonho de todas (mães e filhas), mas tenho certeza de que sua mãe tbm queria ter um relacionamento assim... mas a real é diferente... Não tem comercial, nem música ao fundo... A real é mais dura e todos queremos que a vida seja assim, cheinha de harmonia... mas aí entra o mistério da vida que é a identidade, o livre harbítreo e a personalidade de cada uma...
Mas se precisar de uma virtual... Me prontifico!!!!!
Obrigada pelos lindos mimos!!! Tô levando e postando!!!
Bjs minha lindaaa!!!!

Dani disse...

Olha só, quando era adolescente, e um pouco mais adiante brigava muito com minha mãe. Meu pai as vezes chegava em casa e dizia que tinha vergonha porque escutava a gente brigando da frente da casa. Poi éh a gente cresce, amadurece, as mães também, pode ter certeza, elas também aprendem muito na vida, inclusive com a gente. E aí um belo dia, beemmm mais tarde quando a gente se dá conta tá sendo amigas e companheiras.Hoje é muito legal.
bjinhos Dani

Cíntia Mara disse...

Adoooooooro Gilmore Girls! Não sou muito de acompanhar seriados, mas esse eu via sempre que passava no SBT. Pena que não passa mais, acho que nem na TV a cabo. Se voltasse a passar eu ia ver tudo de novo.

Minha mãe sempre foi do estilo 'mãe' mesmo e eu tenho muita vontade de ser essa mãe-amiga quando tiver meus filhos. Acho que fui meio inspirada pela Lorelai, pq sempre fiquei fascinada com a relação entre ela e Rory.

Bjs

Gabi disse...

Atraves de Gilmore Girls a gente meo que fantasia uma relação qse que impossivel entre mães e filhas... Não digo que minha mãe é ruim nem nada disso... Mas uma relação tão legal assim... Eu gostaria mto viu?! rS...

Bjos

Tânia Meneghelli disse...

Ucha,

Que fofura de blog!!!! Lindinho demais, adorei! Aliás, você é linda, viu?

Eu também curto muito a série Gilmore Girls. Acho a personagem Lorelay belíssima e super bem resolvida.

Mas deixa eu te dizer uma coisa sobre essa relação entre mãe e filha. Sabe, às vezes a gente acha que não recebe o carinho ou a cumplicidade que gostaria que a mãe proporcionasse. Isso acontece porque nem sempre ele vem na forma convencional de abraços, beijos e altos papos. É que cada pessoa tem um jeito muito particular de expressar sentimentos e até algumas limitações pra isso. Então o carinho chega de outro jeito, seja num prato preparado com cuidado, seja na preocupação com nossa saúde, enfim, de alguma forma o carinho sempre está ali. É que a gente precisa contar isso pros nossos olhos. Aí eles passam a enxergar com a forcinha que vem do coração. Pense nisso!

Beijoca!